Arquivo da categoria: Divulgação

Instituto de Cardiologia realiza três transplantes cardíacos em uma semana e recebe visita do Ministro da Saúde e do Governandor do DF

Em reconhecimento ao sucesso alcançado pela equipe Médica do ICDF, o Ministro da Saúde Alexandre Padilha e o Governador do DF Agnelo Queiroz vieram pessoalmente visitar os pacientes que se recuperam do transplante e os profissionais de Saúde do ICDF.

As histórias por trás dos três últimos transplantes:
17 de fevereiro de 2011:
Homem, 45 anos, agricultor. Portador da doença de Chagas em estágio avançado, sofreu um infarto e implantou cardiodesfibrilador implantável (CDI), na tentativa de melhorar sua qualidade de vida enquanto esperava por um coração.

19 de fevereiro de 2011:
Adolescente, 16 anos, ativo, com boa saúde, participava de rodeios como “peão de boiadeiro”. Após uma virose, passou a sofrer de insuficiência cardíaca necessitando de transplante. Sua condição de saúde, pré-transplante, era extremamente grave, impedindo que ele levasse uma vida normal.

23 de fevereiro de 2011:
Criança, 8 anos, freqüentando a escola, portadora de doença cardíaca grave. Buscou tratamento em São Paulo, tendo sido encaminhada para fazer o tratamento no IC-DF. Em dezembro de 2010 teve que interromper seus estudos, ficando internada desde janeiro de 2011 e devido ao agravamento de seu quadro clínico (perdeu seis quilos em dois meses) não teria condições de voltar para casa sem o transplante cardíaco.

Na visita, o Instituto de Cardiologia do Distrito Federal, com o apoio do Ministério da Saúde e Governo do Estado do DF, firmaram compromisso de “zerar” a atual lista de espera por transplante cardíaco até o final de 2011, e se tornar referência em transplante cardíaco para as regiões Centro-Oeste e Norte do Brasil.

O momento de maior emoção no evento foi o depoimento do transplantado cardíaco que descreveu como era sua vida antes do transplante, só se movia com cadeiras de rodas, sem condições de realizar as tarefas mais simples e agora, após o transplante,  participa de corridas de rua em Brasília na modalidade de 5 km.

Anúncios

Fotos da Festa da Academia 10

Inauguração das Esteiras

O início da competição

Equipe que ficou em quinto lugar

Quarto lugar

Terceiro lugar

Segundo lugar

Primeiro lugar

O encerramento da competição

O DJ que em embalou a festa

O Homem Pizza

A festa continuou durante a tarde

A FESTA DE ANIVERSÁRIO DA ACADEMIA 10

Amanhã, sábado, estaremos festejando o quinto aniversário da Academia 10.
Pela manhã serão oficialmente inauguradas as novas esteiras, todas da marca MOVIMENT modelos 150 e 250. Haverá uma competição com cinco equipes formadas por professores e alunos da academia.
O evento será animado pelo DJ Rodrigo Terra, um dos mais festejados em Porto Alegre com show de luzes e som.
O “Homem Pizza” estará oferecendo uma variedade de sabores de pizzas elaboradas no local.
À tarde o som vai aumentar e a festa termina, não se sabe a que horas…….

Instituto de Cardiologia teve equipe de médicos e transplantados

No último domingo, na Maratona de Revezamento Pão de Açúcar, o Instituto de Cardiologia do DF participou com duas equipes de oito atletas.
Todos corredores eram funcionários do Hospital (médicos, enfermeiros, agentes de portaria), e o mais importante, 4 pacientes transplantados de coração.

Transplantado em entrevista antes da prova

É emocionante ver os profissionais da saúde e seus pacientes correndo numa maratona. Estes pacientes são monitorados através de exames, incluindo teste ergométrico em esteira. Portanto, estavam totalmente aptos a participar da prova.

ANTES DO TRANSPLANTE
Os 4 pacientes que correram 5 km na Maratona de Revezamento, realizaram transplantes entre 12 e 36 meses. Antes da cirurgia, eles eram incapazes de realizar tarefas simples, como tomar banho sozinhos, pentear os cabelos ou caminhar alguns metros. Todos com insuficiência cardíaca terminal, sinais de risco de morte súbita e ausência de resposta ao tratamento médico e/ou cirurgia convencional. A expectativa de vida destes pacientes era inferior a um ano.

O beijo da família!

APÓS O TRANSPLANTE
Eles agora tem uma segunda chance de cuidar seu coração. Devem ter todos os cuidados com a prevenção de risco cardíaco; qualidade da alimentação, controlar o peso, fazer atividade física, controlar a pressão arterial, a glicemia e podem dar-se ao luxo de, em alguns finais de semana, correr uma maratona de revezamento ao lado de seus amigos.
Parabéns a eles e a equipe do ICDF.

Pronto para a largada. A corrida da Vida!!!

Correndo com Saúde – Divulgado em Portugal

O blog Correndo com Saúde, nesta semana, está sendo divulgado no site de corridas mais importante de Portugal.

Veja a entrevista completa em CORRER POR PRAZER.

Atletas da Maratona de Brasília fazem exames no Instituto de Cardiologia do DF

Três corredores da Maratona de Brasília fizeram exames neste final de semana no Instituto de Cardiologia.
Inicialmente eles coletaram sangue, após foram submetidos à ECOCARDIOGRAMA e ao final realizaram ERGOESPIROMETRIA.

Carlos Hideaki

Christian Gonçalves

Juvan Palmeira - Campeão da Volta do Lago 2010 - 100km Individual

Dicas para a III Maratona Brasília Runday (25/julho/2010)

Por solicitação do Coordenador da III Maratona Brasília Runday foi publicado, no site oficial do evento, dicas do Correndo com Saúde, para os participantes da III Maratona de Brasília Runday. (link do site oficial com as dicas)

DICAS PARA A MARATONA DE BRASÍLIA
Estas recomendações não se aplicam aos atletas de alto rendimento e pressupõe que todos que vão correr a maratona tem avaliação médica em dia, o que é absolutamente necessário.

ESTRÉIAS
Não queira fazer uma maratona se você não treinou para esta finalidade, provavelmente não terminará ou sofrerá muito.
Não faça experiências na dia da prova, não utilize novidades ou presentes que não tenha usado nos treinos.
Nas primeiras provas não se preocupe com a performance, poderá se frustar. Mantenha seu ritmo e busque concluir a prova. Concluir a maratona é sempre muito gratificante.

SONO
O ideal é que na noite anterior à prova  tenha-se uma noite de sono tranquila. Isto é difícil pois nas primeiras maratonas fica-se muito agitado e o sono comprometido. Procure dormir bem nas noites anteriores a prova.

NOITE ANTERIOR
Escolha as roupas e acessórios que vai utilizar e deixe separado. Vaselina, esparadrapo, tênis, meias, calção, camiseta com o número, frequêncimetro, relógio, gel com carboidrato, boné, filtro solar, dinheiro do táxi (pode ser necessário).
Faça previamente o planejamento do deslocamento para a largada com mapa e definição do meio de transporte. Sempre coloque no mínimo trinta minutos de folga para algum imprevisto. Lembre que poderá haver congestionamento e dificuldades para estacionar próximo à largada.

CAFÉ DA MANHÃ
Procure se alimentar bem, duas horas antes da largada. No café da manhã, nada de alimentos que não está acostumado a ingerir. Procure alimentar-se sem exageros de acordo com seus hábitos. Procure evitar as frituras e dê preferência as frutas.

SANITÁRIOS
Se possível utilize o vaso sanitário antes de sair de casa ou hotel. É recomendável antes da largada urinar pela última vez, para não fazer “pit stop” nos primeiros minutos da prova. Durante a prova se for necessário, use os banheiros públicos, postos de gasolina etc. evitando a via pública.

CHIP
Se a retirada ocorrer no dia da largada, procure fazê-lo logo ao chegar no local. Confira seus dados, nome, idade e sexo .
Coloque ATENTAMENTE conforme as orientações. O chip colocado de forma errada pode não captar suas passagens pelo sensores e você não aparecer no resultado oficial.

ACESSÓRIOS
Não leve coisas que possa se arrepender. Se não está acostumado a correr com óculos não leve ou vai ficar com vontade de jogá-lo fora. Agasalhos devem ser dispensados na largada. É comum levar objetos que durante a prova passam ser um estorvo.

ALONGAMENTO
Não existe comprovação científica de benefícios do alongamento antes ou após a prova. Quem está habituado a fazer, faça com cuidado, quem nunca fez, não tente imitar, poderá ser prejudicial.

AQUECIMENTO
Alguns minutos de trote antes do início da prova é recomendável para o organismo começar a se preparar. Vai movimentar a musculatura e aumentar a frequência dos batimentos cardíacos. O aquecimento evita aquele desconforto comum  que dá a sensação de estar “cansado” no início da prova.

CUIDADO COM OS TÊNIS E PÉS
Numa maratona quem mais sofre são seus pés. Use um tênis confortável, com um bom amortecimento. Existe atualmente um movimento que defende correr descalço por ser mais natural, mas é só para quem está acostumado .
O tênis não poderá ser muito justo pois nas descidas haverá pressão no “dedão” e provavelmente sua unha sofrerá um hematoma e ficará preta, podendo cair alguns dias após a prova.
Em provas longas o pé fica inchado e o ideal é correr com tênis um número maior que o usual.
Mantenha as unhas aparadas para evitar lesões nas laterais dos dedos.
Um cuidado especial deve ser dado ao cadarço do tênis, sempre dê dois laços, ou você terá que parar e se abaixar pra dar nó em plena corrida.

BOLHAS
As bolhas devem ser evitadas protegendo os locais com mais atrito. Isto poderá ser feito com vaselina ou esparadrapo. Após a formação da bolha você poderá furá-la, com uma agulha descartável para evitar contaminação. Não retire a pele pois protegerá o local.

ASSADURAS
É muito importante proteger às áreas de maior atrito, axilas,  coxas, região escrotal com vaselina ou hipoglós ou outros produtos especializados, e não esqueça os mamilos, usando esparadrapo ou micropore.

A LARGADA
Procure largar de acordo com o ritmo planejado. Não queira largar junto à elite se pretende fazer a prova em ritmo mais lento. Isto pode provocar acidentes na largada. Hoje os resultados são divulgados pelo tempo líquido e portanto não há necessidade de brigar para sair na frente.

OBJETIVO POR ETAPAS
Durante uma maratona não fique pensando na distância total que está faltando. Divida a prova em quatro e estabeleça metas para cada 10 km, tornando seu objetivo mais próximo. Ao terminar uma etapa passe para a seguinte!

CORRENDO NO CENTRO DA PISTA
Procure correr no centro da pista evitando as laterais. Desta forma você evitará correr com inclinação lateral que pode prejudicar as articulações (joelhos e tornozelos).
Nas curvas você pode tangenciar, cortando as curvas legalmente. No entanto, sair do percurso oficial não é legal, e pode haver punição.
Muito cuidado com o trânsito de veículos, principalmente nos cruzamentos. Nunca invada a pista de circulação de veículos. Redobre sua atenção se estiver correndo com fones de ouvido.

HIDRATAÇÃO
A orientação para forçar a ingesta de líquidos hoje não se aplica. Ouça seu corpo, procure beber em todos postos de hidratação a quantidade que seu corpo aceitar, não há necessidade de “empurrar” líquidos.
Quando a água é distribuída em copos faça apenas um furo, bebendo em pequenos goles sem parar de correr.
NUNCA pare repentinamente nos postos de hidratação pois poderá ser atropelado.
Cuidado quando descartar o copo ou envelope do gel para não prejudicar quem vem atrás.
Procure descartar o lixo nos locais em que estão sendo recolhidos evitando jogar em locais que possam poluir o solo.

CARBOIDRATOS
É recomendável a ingestão de carboidratos em gel durante a prova. Alguns utilizam a cada 30 minutos outros a cada hora. Procure não ingerir antes da largada pois vai liberar mais insulina e ocasionar hipoglicemia reativa.
Após a prova, procure ingerir carboidratos, líquidos e proteinas logo que seu organismo aceitar. O ideal é dentro das primeiras horas mas muitos corredores tem dificuldade em ingerir alguma coisa logo após a corrida.

FUNIL DE CHEGADA
Sorria pois você poderá estar sendo filmado ou fotografado. Não pare abruptamente ao cruzar o tapete de chegada, alguém vem atrás em “alta velocidade”.

IDENTIFICAÇÃO
É recomendável estar sempre acompanhado de seus dados de identificação, com um telefone de contato, endereço, hotel se estiver hospedado e informações médicas relevantes no caso de pacientes diabéticos, hemofílicos, cardiopatas ou em uso de medicamentos.
João Gabbardo dos ReisMédico, ultramaratonista
Superintendente do Instituto de Cardiologia do DF