Arquivo do mês: fevereiro 2011

Instituto de Cardiologia realiza três transplantes cardíacos em uma semana e recebe visita do Ministro da Saúde e do Governandor do DF

Em reconhecimento ao sucesso alcançado pela equipe Médica do ICDF, o Ministro da Saúde Alexandre Padilha e o Governador do DF Agnelo Queiroz vieram pessoalmente visitar os pacientes que se recuperam do transplante e os profissionais de Saúde do ICDF.

As histórias por trás dos três últimos transplantes:
17 de fevereiro de 2011:
Homem, 45 anos, agricultor. Portador da doença de Chagas em estágio avançado, sofreu um infarto e implantou cardiodesfibrilador implantável (CDI), na tentativa de melhorar sua qualidade de vida enquanto esperava por um coração.

19 de fevereiro de 2011:
Adolescente, 16 anos, ativo, com boa saúde, participava de rodeios como “peão de boiadeiro”. Após uma virose, passou a sofrer de insuficiência cardíaca necessitando de transplante. Sua condição de saúde, pré-transplante, era extremamente grave, impedindo que ele levasse uma vida normal.

23 de fevereiro de 2011:
Criança, 8 anos, freqüentando a escola, portadora de doença cardíaca grave. Buscou tratamento em São Paulo, tendo sido encaminhada para fazer o tratamento no IC-DF. Em dezembro de 2010 teve que interromper seus estudos, ficando internada desde janeiro de 2011 e devido ao agravamento de seu quadro clínico (perdeu seis quilos em dois meses) não teria condições de voltar para casa sem o transplante cardíaco.

Na visita, o Instituto de Cardiologia do Distrito Federal, com o apoio do Ministério da Saúde e Governo do Estado do DF, firmaram compromisso de “zerar” a atual lista de espera por transplante cardíaco até o final de 2011, e se tornar referência em transplante cardíaco para as regiões Centro-Oeste e Norte do Brasil.

O momento de maior emoção no evento foi o depoimento do transplantado cardíaco que descreveu como era sua vida antes do transplante, só se movia com cadeiras de rodas, sem condições de realizar as tarefas mais simples e agora, após o transplante,  participa de corridas de rua em Brasília na modalidade de 5 km.

Anúncios

TTT 2011 – Só cheguei aos 55 km

Hoje mais uma edição da TTT – Travessia Torres Tramandaí. A previsão era de chuva no entanto o sol estava escaldante. A prova super organizada, hidratação funcionou bem, distribuída em todo percurso. Parabéns ao Prof. Paulo Silva e sua equipe.
Em função da recente participação na BR 135 fiz um planejamento de concluir os 82 km em 10h. A estratégia foi cumprido de Torres a Capão Novo – 47 km. Daí em diante no trecho Capão Novo a Capão da Canoa – 8 km, perdi o ritmo e o cansaço foi geral.
As pernas estavam muito pesadas e optei em não ficar me “arrastando” pela praia. Encerrei minha corrida com 55 km em Capão da Canoa com 6h30min de prova.
Agradeço a todos que durante o percurso me dirigiram palavras de carinho, reconhecimento e incentivo.

Vou agora com muita calma decidir as próximas provas. Isto deverá ocorrer na próxima semana quando pretendo descansar e refletir sobre o assunto.

Chegada em Capão Novo quando já havia perdido o ritmo.

Veja aqui o resultado da TTT 2011!