Alimentação pode tanto salvar como colocar o coração em risco

Dieta inadequada é a principal causa das doenças cardiovasculares

A herança genética influencia na saúde cardiovascular, mas os principais fatores de risco são consequências da má alimentação, como colesterol alto e excesso de peso. De acordo com o Ministério da Saúde esse tipo de doença é responsável por 30% das causas de morte no Brasil e já configura um problema de saúde pública. O diretor do Instituto de Metabolismo e Nutrição (IMEN), Daniel Magnoni, explica que os problemas mais comuns são enfarte do miocárdio, angina no peito, aterosclerose, AVC (Acidente Vascular Cerebral) e elevado índice de colesterol. Segundo o especialista, uma dieta equilibrada, aliada aos exercícios físicos, protege o coração e evita o uso de medicamentos. — Muitos nutrientes, como fitoesterol e ômega 3, encontrados em alimentos, protegem o coração e evitam o agravamento do quadro. Mesmo quando o uso de remédio é indicado, seguir uma dieta adequada é imprescindível para controlar a doença. Em casos menos graves, só com a reeducação alimentar já se obtém resultados positivos — destaca.
A ingestão excessiva de gorduras maléficas ao organismo, como as saturadas, pode ser o maior incentivador da doença cardiovascular. Por outro lado, a ingestão de gordura monoisaturada e poliinsaturada são maneiras eficientes de prevenir esse quadro.
— A gordura monoinsaturada reduz os níveis do colesterol ruim (LDL) e pode estar presente no abacate, nas nozes e sementes oleaginosas, como girassol, gergelim e linhaça. A poliinsaturada, porém, é composta pelos ácidos graxos que diminuem de forma ainda mais efetiva o colesterol ruim (LDL) e pode ser encontrada nos peixes, em óleos vegetais e seus derivados, como margarinas e maioneses.
As escolhas certas:

:: Gorduras Poliinsaturadas (Omega 3 e Ômega 6)
Diminuem o risco de eventos cardiovasculares.
Onde encontrar
Em nozes, castanhas, óleos vegetais, creme vegetal, maioneses e peixes.

:: Fitoesterol
Auxilia na redução da absorção do colesterol dietético.
Onde encontrar
Frutas, legumes, verduras, margarinas enriquecidas, arroz integral, semente de gergelim e de soja.

:: Fibras
Reduzem colesterol do sangue, aumenta saciedade contribuindo para evitar o diabete e a obesidade.
Onde encontrar
Cereais integrais, linhaça, aveia, quinoa, amaranto, hortaliças e frutas.

:: Flavonóide
Permite o fluxo constante de oxigênio, dióxido de carbono e de nutrientes essenciais, evita a formação de coágulos e contribui na redução da pressão arterial.
Onde encontrar
Suco de uva, amora, jabuticaba, mirtilo, cranberry, blueberry, frutas cítricas, chá verde, cacau, alho, cebola, brócolis, orégano, semente de girassol.

:: Carotenóides
Possui ação preventiva nos estágios iniciais da formação de placas de gordura.
Onde encontrar
Tomate maduro, melancia, mamão, manga, goiaba, cenoura, abóbora, açafrão, páprica, pimenta vermelha.

Anúncios

Uma resposta para “Alimentação pode tanto salvar como colocar o coração em risco

  1. Excelente matéria. E necessário que informações como esta sejam massificadas em nossa sociedade. Os hábitos alimentares e, de vida são exatamente o oposto ao texto. Sugiro unirmos forças para que mais pessoas tenham melhores hábitos de vida. Um grande abraço. Eduardo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s